As ecobags surgiram no mercado para substituir de maneira ecológica as sacolinhas de plástico, extremamente nocivas ao meio ambiente. A ideia foi de Walfrido Neto, que começou a questionar suas escolhas e seus impactos no ambiente.

As sacolas normalmente são produzidas com algodão cru ou juta.

A partir daí, mudou vários hábitos e começou a andar de bicicleta e se tornou vegetariano. Em 2006, começou a produzir suas próprias ecobags. A escolha virou uma empresa pioneira na confecção desse produto no país, com a fabricação de bolsas de algodão cru e juta, que estão a venda no site Ecobags.

Comprar uma eco bag e trocar as sacolinhas de plástico é uma pequena atitude que já faz uma grande diferença, já que o impacto delas no meio ambiente é enorme (causam poluição de oceanos e de leito de rios, e também o entupimento dos bueiros, provovando enchentes).

Além disso, são feitas de petróleo e demoram de 100 a 500 anos para se decompor.

Vários supermercados brasileiros vendem e incentivam o uso desses produtos. A prática alia a ecologia e a economia, já que a tendência é que o número de sacolas de plástico usadas diminua. A Associação Brasileira de Supermercados (Abras) calcula que sejam consumidas 12 bilhões de sacolas por ano.