Com mais pessoas ocupando um mesmo veículo, menos carros circulam pelas ruas. O que diminui os congestionamentos e deixa os trajetos mais rápidos, evitando assim maior desgaste dos veículos e o stress dos motoristas e passageiros. Além disso, menos poluentes são emitidos na atmosfera.

Nos trajetos entre Campinas e São Paulo, por exemplo, a opção pelas caronas é garantia de economia.

23 reais é o valor gasto com a passagem para São Paulo, incluindo as tarifas de transporte coletivo utilizadas para chegar à rodoviária e em casa.

O trajeto é de cem quilômetros, que em um carro de médio porte movido à gasolina gera a emissão de 0,19 tonelada de CO2. Para percorrer a ida e a volta o motorista gasta em média 60 reais em combustível.

Em uma carona, cada passageiro gasta em média 8 reais para percorrer os cem quilômetros entre as duas cidades. Com o carro cheio (cinco pessoas), é mantida a emissão de 0,19 tonelada de CO2, provocada por apenas um veículo.

Se as cinco pessoas deixassem as caronas de lado e utilizassem veículos diferentes para realizarem apenas o trajeto de ida, a emissão de CO2 passaria para 0,95 tonelada. Em um mês, este índice chegaria a 3,85 toneladas de CO2.