Muitas pessoas não sabem exatamente o que deve fazer com celulares que estão fora de uso. A boa notícia é que várias empresas privadas já têm essa preocupação e oferecem alternativas aos usuários.

A Claro, por exemplo, recolhe qualquer componente dos celulares em cerca de 3,5 mil pontos de coleta. Sabendo do pouco conhecimento da população a respeito do reuso do material dos aparelhos, a empresa fez uma divulgação maciça da Claro Recicla.

“O número de doações quadriplicou. Com isso, ficou clara a falta de informação que havia”, comenta a Carime Kanbour, vice-presidente do Instituto Claro.

A Nokia também mantém postos de entrega de celulares. A marca inclusive usa parte dessa matéria reciclada em seus aparelhos. De cada aparelho descartado, é possível reciclar 80% do material.

Outra forma de não causar impacto ambiental com a troca de aparelhos é repassar os antigos para conhecidos e familiares.