Muito tem se falado e publicado sobre a necessidade de construção de uma sociedade sustentável neste século 21. Muitos governantes já estão incorporando estas ideias em seus projetos políticos. As empresas privadas estão tentando lançar mão de tudo que está ao seu alcance para melhorar a situação, quer por conscientização, quer por força de novas legislações ou puro marketing.

Entretanto, mais que políticas públicas ou soluções corporativas, a sociedade sustentável nasce de escolhas individuais. Será a partir da construção de uma nova mentalidade individual que poderemos construir um mundo diferente, mais equilibrado e melhor para nós e principalmente para as futuras gerações.

A chave desta mudança está centrada na educação e na percepção clara de que algo tem que ser feito. No que diz respeito aos cuidados com a saúde do corpo já existem avanços. Mas para que possamos internalizar e perenizar as mudanças, temos que dar mais atenção à mente e ao espírito. Este é o verdadeiro responsável pelas mudanças.

Como diretor da MundoGEO, ao decidir investir na produção de conteúdo ligado à sustentabilidade, percebemos que tínhamos que fazê-lo de forma mais profunda e de fato provocar transformações nas pessoas. Para isso nos aproximamos do Instituto Arayara de Educação para a Sustentabilidade, fundado e dirigido por Eduardo Manoel Araujo. Como tarefa introdutória, lemos seu livro intitulado “Um sonho possível – Do materialismo não-sustentável a uma vida holística sustentável” e o conceito da Rede de Sustentabilidade. Com essas informações pudemos ampliar o olhar sobre o tema nas dimensões ambiental, social e econômica, e com isso elaborar o projeto editorial da revista Atitude Sustentável.

Dessa aproximação e muitas reuniões conseguintes, foi construída uma parceria na qual surgiu de forma natural o foco no ser humano, nos aspectos culturais e na educação como fatores transformadores, tanto na forma de entender o mundo como nas alternativas de melhorá-lo. Percebemos que as atitudes podem mudar na medida em que os atores percebam e reflitam sobre suas vidas, seu entorno e o planeta a partir de uma visão sistêmica, percebendo sua realidade e todas as inter-relações existentes.

Um outro balizador do projeto da revista é a abordagem apreciativa que nos remete a afastar a visão catastrofista e de caça aos culpados. É importante identificar o que provocou os problemas de hoje, para não repeti-los mais. Mas temos que investir nosso tempo em criar soluções para amenizar e prevenir situações através de possibilidades práticas e de ações cotidianas.

A vida que levamos hoje tem que ser revista. Temos que ocupar o planeta com responsabilidade. Os avanços tecnológicos vêm para facilitar nossa vida mas não podem causar desequilíbrios na natureza. A partir desta preocupação global, muito presente na mídia, temos que provocar mudanças nas nossas casas, no convívio com a vizinhança, na vivência nas cidades e no maior envolvimento nas questões nacionais.

A proposta da Atitude Sustentável é divulgar conceitos, mostrar exemplos e inspirar mudanças nos leitores, sejam jovens, adultos, empresários, gestores públicos ou como a maioria de nós, simples brasileiros, cidadãos do mundo, para que nos tornemos mais responsáveis para garantir um futuro melhor.