Um jovem de 18 anos pode ter encontrado a solução para a produção de energia limpa e barata. O inventor, Milan Karki, vive em um dos lugares mais pobres do mundo, o Nepal.

Aparelho mede a quantidade de energia produzida pelo protótipo de Karki

Milan desenvolveu um painel solar que utiliza cabelo humano como condutor. O cabelo iria substituir o silício, material caro que é inserido na fabricação dos painéis.

Ele acredita que a melanina presente no cabelo pode desenvolver a mesma função do elemento químico, de uma forma mais sustentável.

O painel tem capacidade para carregar um telefone celular ou diversas baterias capazes de fornecer luz durante uma noite inteira.

O protótipo produz 18 watts de energia e custa em média 38 dólares. Uma placa solar convencional de mesma potência está na faixa de 75 dólares.