Vários aspectos fazem uma construção ser sustentável. Uma das fases iniciais é o cuidado para garantir que o canteiro de uma obra ou reforma seja ecologicamente correto.

Para Viviane Miranda Araújo Fiorani, mestre em engenharia com a tese “Práticas recomendadas para a gestão mais sustentável de canteiros de obras”, o planejamento dessa etapa é importante para a sustentabilidade de toda a obra.

“A fase de obras é responsável por diversos impactos ao meio ambiente e sociedade, por exemplo, assoreamento de redes de drenagem, que pode gerar enchentes”, comenta.

Uma opção é preservar a natureza local na nova construção sempre que possível. (Foto: Viviane Araújo Fiorani)

No planejamento de um canteiro de obras sustentável, a compra dos materiais necessários deve ser exata, evitando o desperdício. É importante também ter cuidado na hora do transporte e armazenamento desses materiais.

Já o entulho e lixo gerados devem ser encaminhados de maneira correta. As prefeituras recolhem até uma certa quantidade de lixo, o restante deve ser armazenado em caçambas e e levados até aterros sanitários legalizados ou para centros de reciclagem. Esses materiais devem também ser separados por tipos, com preocupações maiores em casos de entulhos considerados perigosos, como vidros ou gessos.

As ferramentas devem ser utilizadas o máximo possível e serem também reaproveitáveis. Os tapumes podem ser de madeira reciclada, por exemplo.

Escolher os fornecedores com atenção é outro aspecto importante, garantindo que os materiais tenham uma procedência correta e que a mão de obra seja legalizada.

Outras ações importantes são as sociais, como ter respeito com os vizinhos da obra, trabalhando apenas nos horários permitidos e não sujar o entorno da obra.

Além disso, todos os funcionários da obra devem trabalhar em condições adequadas.

“Não é possível realizar uma obra sustentável se o funcionário não estiver usando os equipamentos de segurança necessários e não tiver condições dignas de trabalho, com respeito às normas regulamentadoras e leis trabalhistas, entre outros”, comenta Viviane.