O Tec Garden é um elemento construtivo ecoeficiente que reserva as águas da chuva para irrigação de jardins sem a utilização de energia elétrica, bombas ou bicos irrigantes. O produto pode ainda contribuir para minimizar os efeitos de enchentes em grandes cidades.

O lançamento foi resultado da união entre o arquiteto Benedito Abbud e empresa Remaster.

Sistema utilizado se assemelha ao processo natural, em que a água é absorvida pelas plantas.

O sistema deve ser instalado sobre uma área de laje impermeabilizada, permitindo que seja instalado em residências, prédios e escritórios. Além disso, o piso elevado utilizado é 100% reciclável.

“A engenharia técnica dessa solução consiste em pedestais com “pavios”, que suportam as placas de piso elevado e criam, assim, um vão para o reservatório de água. Sobre o conjunto são colocados a manta bidim e o produto anti-raiz, elementos que garantem o fluxo de água sem interrupções ou entupimentos”, explica Paulo Paschoal, diretor de engenharia da Remaster Tecnologia.

Benedito Abbud ressalta que, uma vez implantado o jardim com forrações, arbustos, árvores e palmeiras, o sistema de irrigação funciona de maneira semelhante ao que acontece na natureza.

“As águas das chuvas penetram no solo, são filtradas pela manta bidim e ficam armazenadas no vão sob as placas. Se a chuva for intensa, um sistema de ‘ladrões’ drena o excesso e não permite que o solo encharque. Após a chuva, a água do solo evapora ou é consumida pelas plantas, secando a terra. A capilaridade, por meio dos pavios, garante a umidade do solo e a irrigação dos jardins”, explica Benedito.

Ele destaca ainda que, em casos de estiagem prolongada, o sistema prevê a captação de água da rua, o que garante irrigação contínua.

Para o arquiteto, a sustentabilidade depende principalmente das pessoas.

“Ser sustentável é desenvolver um conjunto de ações que partem de atitudes individuais, passando pelo universo cultural, até chegarem a soluções para moradias, locais de trabalho, praças e parques voltados ao lazer, bairros, cidades e, com isso, refletir de forma positiva em muitos países”, comenta Benedito.