Produtos de limpeza para casa podem conter várias substâncias que fazem mal para o meio ambiente e para o corpo humano. Um exemplo são compostos orgânicos voláteis (os COVs, como tricloretileno, tolueno ou formaldeído), usados na composição de removedores de machas, ceras de assoalho, lustradores ou sabões em pó, que já estão associados ao câncer e podem causar náusea, espirros e problemas de pele.

Produtos de limpeza da marca Cassiopéia.

Cassiopéia pratica a sustentabilidade desde 1998. Da esquerda para a direita: amaciente para roupas de menta, lava-louças de capim limão e o limpa-benheiro. (Foto: Divulgação)

Existem várias saídas para evitar esses problemas. A utilização de produtos de limpeza sustentáveis ou ecológicos pode ser uma, apesar de muitas vezes não serem tão acessíveis no mercado. A empresa Cassiopéia é pioneira desse setor no Brasil, fabricando produtos de maneira ecológica desde 1998.

Para escolher produtos em supermercados, prefira sempre aqueles feitos de fontes naturais, e não os que derivam do petróleo (que é uma fonte não renovável).

Outra opção é optar pro produtos feitos em casa. O vinagre, o suco de limão e o óleo de cozinha são importantes aliados da limpeza. Já o bicarbonato de sódio tem um grande papel na remoção de gordura, já que forma uma espécie de detergente quando entra em contato com óleos.

Para quem já tem os produtos em casa ou não tem acesso à alternativas, o uso de proteção na pele (como luvas e maga comprida) é essencial. O lugar onde foi feito a limpeza deve ser bem arejado, para evitar a inalação das substâncias. Sprays podem ser mais nocivos exatamente por isso e devem ser evitados. As superfícies devem ser bem enxaguadas.