A empresa russa AB Elis Ltd. tem o projeto de construir uma cidade sustentável na segunda maior mina de diamantes do mundo, cratera com um quilômetro de diâmetro e 550m de profundidade. A cidade que já tem nome, Eco-city 2020, estará localizada no interior da mina e quer atrair turistas para uma estrutura que poderá abrigar até 100 mil moradores.

A Eco-city 2020 é um exemplo de como aproveitar espaços ociosos, pois na região de Mirniy, zona industrial siberiana, os invernos e verões são rigorosos e dificultam a habitação humana tradicional. Uma cúpula de vidro protegerá os habitantes do clima rigoroso, por onde obtém também energia solar para alimentar inteiramente o projeto.

A cidade está planejada para ter três níveis, formados por fazendas verticais, residências, florestas, áreas de lazer, comerciais e industriais não poluentes. Os habitantes deverão ficar no primeiro nível onde estão os terraços com vista para a floresta ao centro da Eco-city 2020. Com regras rígidas envolvendo a proposta ecológica da cidade, tudo o que for produzido terá que ser ambientalmente reciclável e sustentável.

As expectativas para o empreendimento dar certo são grandes, já que seria um incentivo para a construção e habitação em lugares que geralmente não seriam viáveis.

Confira a galeria com imagens da Eco-city 2020

[slideshow post_id="3303" caption="on"]