Os comerciantes italianos serão proíbidos, a partir de 2011, a disponibilizar sacolas plásticas para os consumidores. A alternativa será usar as sacolas biodegradáveis.

Segundo pesquisas, mesmo sendo apenas 7% da população da Europa, os italianos consomem um quarto de todas as sacolas plásticas usadas no continente. Mas a maioria da população (73%) afirma que utilizaria outras alternativas quando a lei entrar em vigor.

O processo para acabar com as sacolas plásticas já dura algum tempo, mas os proprietários dos estabelecimentos não concordavam com a mudança. Para eles, o material biodegradável não são de qualidade. Mesmo assim, as indústrias já tiverem tempo para se adaptar à nova lei.