O Escritório Verde está sendo construído na UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná) funcionando como modelo de escritório comercial sustentável. São cerca de 150m² que utilizam tecnologia de construção a seco em madeira, painéis de madeira pinus tratada, com manta para isolamento térmico em PET reciclado e manta para conforto acústico de pneus reciclados.

O projeto do Prof. Dr. Eloy Casagrande Jr., da UTFPR, conta com a pareceria de mais de 40 empresas que forneceram produtos, materiais e tecnologias sob o perfil sustentável da obra. Eloy explica que não há outro caminho para a construção civil a não ser a sustentabilidade, já que esse setor é responsável por entre 15 e 50% do consumo dos recursos naturais extraídos. “Exceto a madeira, todos os materiais usados na construção civil convencional são emissores de gases que aumentam o aquecimento global. Somente o cimento é responsável por cerca de 5% das emissões mundiais de gases estufa – duas vezes a quantidade atribuída à aviação”, explica o professor. Ele ressalta também que o Escritório Verde será erguido através do modelo de construção a seco em madeira (wood-frame) que, além da modular, é rápido e com resíduo zero, estocando carbono ao invés de emitir.

A meta é finalizar todo o projeto em dois meses, certificando a obra pelo processo de certificação de construção sustentável AQUA (Alta Qualidade Ambiental), da Fundação Vanzolini, da USP de São Paulo. O Escritório Verde será a primeira edificação a ser certificado no estado do Paraná neste processo.

Quando a construção estiver pronta, será a sede do “Centro Regional de Integração Expertise de Educação para o Desenvolvimento Sustentável – CRIE Curitiba”, um centro aprovado pela UNU – Universidade das Nações Unidas, da ONU. É uma rede de mais de 80 centros no mundo que visam promover a educação para a sustentabilidade. Com agendamento, poderá ser visitado por público interessado em conhecer as tecnologias empregadas e suas vantagens.

O projeto da edificação envolve alunos de mestrado e doutorado, que pesquisam a quantificação do estoque de carbono que este tipo de construção proporciona, eficiência energética, eficiência térmico-acústica, economia no uso da água e o comportamento dos materiais ecológicos. O Escritório Verde abrigará a primeira empresa junior interdisciplinar da UTFPR, onde estudantes de vários cursos formarão uma equipe para atender demandas externas de projetos sócio-ambientais. “Teremos uma vitrine no meio urbano, onde todos poderão ver as vantagens da construção sustentável”, conclui Eloy.

Detalhes da obra

A construção possui resíduo praticamente nulo, contando com duas áreas de telhado verde. Metade da sua energia será fornecida por painéis fotovoltaicos que também poderá alimentar um carro elétrico. Através da energia térmica que provém de painéis solares, a água será aquecida, além de um sistema de coleta de água da chuva para ser usada na limpeza e nos vasos sanitários. Outros detalhes do projeto também chamam a atenção, como o controle da qualidade do ar através do resfriamento evaporativo e desumificação, as janelas em esquadrias de madeira com vidros duplos, iluminação com lâmpadas LED, base do piso elevado em plástico reciclado com acabamento em madeira certificada, emprego de madeira plástica nos decks externos e revestimentos internos com painéis de bambu e móveis ecológicos.

Também será a sede do "Centro Regional de Integração Expertise de Educação para o Desenvolvimento Sustentável - CRIE Curitiba", um centro aprovado pela UNU - Universidade das Nações Unidas, da ONU.