A ONG Global Social Impact (GSI) realizará entre os dias 9 e 12 de fevereiro o GSI Jam – Estratégias para a Sustentabilidade: ideias e propostas, evento via web que conta com centenas de especialistas de organizações sociais, corporações, instituições acadêmicas e agências governamentais de todo o mundo em uma grande rede social temática.

O evento permite a realização de salas de discussão simultâneas, contando com vários convidados, como o professor de Gestão pela Universidade de Cornell, Stuart Hart, especialista em Empreendimentos Globais Sustentáveis. As propostas resultantes do GIS JAM definirão os principais tópicos da 3ª Conferência Internacional de Inovação no Terceiro Setor: Sustentabilidade e Impacto Social, que acontecerá no segundo semestre de 2011.

Para Andréa Shpak, presidente da GSI, realizar o evento via web permite criar um espaço democrático, onde há um número ilimitado de participantes de qualquer lugar do mundo. “Além disso, saímos de um formato tradicional oral em que as pessoas se limitam aquele momento específico presencial, para um formato escrito em que os participantes têm um tempo de reflexão antes de compartilhar suas ideias e seus comentários”, explica a presidente.

A importância do tema

O conceito de sustentabilidade não se limita exclusivamente a sustentabilidade ambiental, mas também na sustentabilidade econômica e social, que são também muito importantes. Andréa reforça a necessidade de ter um olhar mais crítico e estratégico para sair de modelos em que as ações são de curto prazo com resultados imediatos para modelos duráveis e sustentáveis. “Os processos devem ser vistos sempre como algo evolutivo e continuado, e não somente como um projeto com início, meio e fim. Caso contrário, a tendência é se tornar um modismo e logo ser abandonado”, frisa.

Empresas, governos, organizações sociais e indivíduos têm um papel crítico neste processo. Enquanto o trabalho se manter num modelo competitivo disputando os recursos que são limitados em prol do beneficio único, irá se manter o caminho inverso da sustentabilidade. É importante criar modelos colaborativos, para que através de esforço, conhecimento e recursos coletivos se possa alcançar um mundo mais sustentável.

Participe

A iniciativa terá também debatedores como Ricardo Young – ex-presidente do Instituto Ethos e UniEthos; Melvyn Levistky – ex-embaixador dos Estados Unidos no Brasil; Paul Kirsch – líder do Programa de Empreendedorismo da Universidade de Michigan; Francisco Buonafina – secretário de Participação e Parceria da Prefeitura de São Paulo, deputado Ricardo Montoro – ex-secretário de Participação e Parceria; entre outros.

Período: 9 a 12 de fevereiro de 2011
Começa: 10h (horário de Brasília) do dia 9/02
Termina: 18h do dia 12/02
Inscrições e informações: http://www.globalsocialimpact.org/gsi/gsijam/