O Newster 10, esterilizador de resíduos de saúde potencialmente infectados, é lançado no Brasil. O equipamento transforma o lixo hospitalar em resíduo comum, permitindo que ele seja encaminhado de maneira correta com mais facilidade. Além disso, o aparelho não traz danos para o meio ambiente.

No processo, os resíduos sofrem decomposição térmica de proteínas, ruptura de membranas celulares e modificação química dos componentes celulares. Para isso, a tecnologia utiliza uma câmara hermética, com pressão atmodférica e altas temperaturas em um ambiente úmido. Dentro da câmara há uma parte giratória com lâminas que desintegra, agita e aquece os resíduos por meio de impactos e atritos. Quando a temperatura chega a 155ºC, o aparelho borrifa água vaporizada para garantir o processo de esterilização.

Dessa maneira, resíduos que poderiam ser perigosos para a população e para o meio ambiente por risco de infecção, como seringas, bisturis e resíduos cirurgicos, podem ser descartados com mais segurança. Depois de tratado, o material tem uma redução aproximada de 70% do seu volume e de 30% do peso, com um aspecto irreconhecível.

No Brasil, o aparelho é distribuído pela TRAADEX Importação e Exportação de Produtos Manufaturados LTDA, uma empresa especializada em representação de produtos de segmentos como médico-hospitalar, informática, eletrônico, entre outros para o litoral e interior do Paraná. O lançamento aconteceu no Instituto de Medicina e Cirurgia do Paraná.