O Instituto Autoglass, criado pelo Grupo Autoglass, foi declarado como utilidade pública pela Câmara Municipal de Vila Velha, no Espírito Santo. O trabalho realizado pelo Instituto ensina a reciclagem de vidros automotivos e a educação sócio ambiental, atuando principalmente em escolas do município.

Nesses momentos, os agentes da Autoglass conscientizam crianças e adolescentes sobre a coleta seletiva de lixo, a valorização dos resíduos gerados e as possibilidades de reutilização.

“No projeto Coleta Seletiva, o Instituto Autoglass faz uma triagem das escolas localizadas na região metropolitana do Espírito Santo e as contacta para apresentar o projeto e fechar a participação. Nesta triagem consideramos a lista de espera existente em função do aumento de conhecedores do projeto. Este ano, a projeto atenderá 4 municípios da Grande Vitória: Cariacica, Serra; Vila Velha e a capital Vitória”, explica Kléber Carreira, diretor do Instituto.

Os vidros são recolhidos em empresas parceiras do grupo, tanto de carros, caminhonetes e caminhões. Eles são encaminhados corretamente para empresas de reciclagem, como a Massfix Comércio de Sucatas de Vidro, em Guarulhos. Os vidros são moídos e o material resultante passa por peneiras e aspersão para separar o vidro do PVB (material plástico presente no vidro de para-brisa). O vidro moído é usado na fabricação de garrafas para cerveja e o PVB para fabricação de vernizes.

Com sede no município de Vila Velha (ES) e com filiais em quase todo o país, a Autoglass é a única empresa do setor no Brasil que, desde 2005, aplica a logística reversa em todas as suas unidades. Por meio do Programa Reciglass, atualmente recolhe e envia para a reciclagem cerca de 150 toneladas de vidros automotivos por mês”, finaliza Kléber.