O Museu de Arte Moderna de São Paulo abriga entre 19 de abril e 26 de junho dias exposições sobre arquitetura e sustentabilidade: a Morada Ecológica e a Razão e Ambiente.

A Morada Ecológica demonstra como a sustentabilidade influencia a arquitetura desse século. São 50 projetos pioneiros de arquitetos de várias partes do globo para refletir a necessidade da preservação das reservas naturais.

Os projetos são divididos em quatro módulos temáticos: Precursores do Pensamento Ecológico na Arquitetura, Panorama Internacional das Práticas Atuais, Contribuições Sustentáveis à Arquitetura Francesa e Passando à Ação.

Já a Razão e Ambiente apresenta 21 soluções arquitetônicas brasileiras. A instalação tem a curadoria de Lauro Cavalcanti e pretende complementar a exposição anterior, mostrando o pioneirismo modernista brasileiro na utilização de soluções ecológicas e seus desdobramentos na arquitetura sustentável hoje. A proposta era a utilização de recursos que utilizam características específicas do meio ambiente local, como o melhor aproveitamento da luz solar ou o uso de matérias-primas naturais e locais, como palha, madeira e pedra.