Já pensou em ter um exército pronto para tirar da sua casa tudo aquilo que não tem mais utilidade para você e ainda conseguir ajudar Ongs e entidades com esses objetos? É justamente essa a proposta do Exército da Salvação, programa de retirada de doações e organizadores de bazares beneficentes nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Com cerca de 100 “soldados”, entre motoristas, ajudantes, vendedores, classificadores e outros, o programa foi indicado mais de 20 vezes para o prêmio Nobel da Paz.

O Exército da Salvação recolhe diversos produtos: “ Retiramos doações de roupas, móveis, eletrodomésticos, brinquedos, livros, utensílios domésticos, quadros, discos, material de informática, entre outros. Com relação aos móveis, só retiramos os que não precisam de algum tipo de reparo”, explica Tiago Mendes, assistente de publicidade e propaganda.

Uma das intenções do programa é lutar contra o consumismo, mostrando que coisas usadas podem ainda ter utilidade para muitas pessoas.

“A necessidade de consumir produtos novos vai na contramão de um ‘agir’ sustentável. Quando uma pessoa resolve utilizar um objeto usado ao invés de comprar um novo, está preservando matéria prima, dando utilidade ao material que iria ser descartado, e incentivando o trabalho de instituições que arrecadam recursos com doações. Consumir sem ter uma consciência sustentável significa não pensar na origem e destino dos objetos, preocupando-se apenas na realização pessoal”, comenta Tiago.

O projeto foi fundado em 1865 e atua no Brasil desde 1922, assistindo unidades de atendimento a crianças em situação de risco, projetos educacionais, programas de capacitação profissional, clínicas médicas, lares para idosos e outros. O programa também já foi reproduzido em 121 países.

O agendamento da retirada é feito pelo telefone 4003-2299 ou pelo site www.exercitodoacoes.org.br.