Fritjof Capra acredita que a já temos as ferramentas técnicas e informacionais para alcançar a sustentabilidade nas cidades. (Foto: Divulfação)

Para o físico austríaco Fritjof Capra, 72 anos, apenas tendo uma visão mais ampla a interdisciplinar iremos conseguir tornar as cidades mais sustentáveis. Assim, entender a dinâmica da natureza é o caminho para um novo entendimento da sustentabilidade.

“No centro dessa nova concepção está a mudança: se antes o mundo era visto como máquina, agora ele se torna um conjunto de conexões”, explica Capra em entrevista coletiva na Cici 2011 (Conferência Internacional de Cidades Inovadores), que acontece em Curitiba entre 17 e 20 de maio.

Na opinião do cientista, é preciso também perder a noção de controle como forma de poder. É essa noção, por exemplo, que hierarquiza as empresas e se torna um obstáculo para um desenvolvimento mais sustentável. Para ele, a forma ideal não é o controle, mas a conexão.

Ainda assim, para Capra, o uso de redes não basta para causar mudança: o processo depende muito da informação passada e a maneira com que isso é feito. “As redes sociais tem a vantagem de serem modos de comunicação globais. Mas o sucesso das ações depende de como você se comunicação.

Por último, Capra acredita que já temos todas as condições para mudar as cidades para ambientes mais sustentáveis: “Os fatores para as mudanças para a sustentabilidade já existem. Já temos as soluções, o obstáculo não é mais técnico ou informacional, é uma questão política e financeira”, explica o estudioso.

Mais informações? Acesse o site da Cici 2011.