As regiões em amarelo indicam áreas desmatadas. Regiões em rosa indicam regiões com nuvens e não monitoradas no período dessa pesquisa (Fonte: INPE).

Segundo dados do DETER, sistema de detecção do desmatamento em tempo real do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a Floresta Amazônia sofreu desmatamento em 312,69 quilômetros quadrados, sendo considerados cortes rasos ou degradação progressiva.

O estado em que aconteceu mais desmatamento é o Pará (119,63 km²), enquanto o que menos desmatou foi o Tocantins (0,53 km²).

O DETER está em operação desde 2004, para dar suporte à fiscalização e controle de desmatamento. Os dados são divulgados em relatórios mensal ou bimestralmente, mas envia informações diariamente para o IBAMA, responsável por fiscalizar a área. Mais informações no site do INPE.