As águas do esgoto comum muitas vezes têm destinos diferentes do tradicional tratamento ou o despejo incorreto em águas. Recentemente algumas usinas hidrelétricas pelo mundo começaram a comprar águas residuais tratadas para suas instalações, assim como cervejarias que as transformam em biogás para utilizar como energia.

Pensando mais além, o engenheiro ambiental Bruce Logan está desenvolvendo baterias com células microbianas que se alimentam dos compostos orgânicos das águas residuais e produzem energia. Quando as bactérias consomem os resíduos, elétrons são liberados como subproduto e são capturados por células de combustível. Os elétrons são coletados em cerdas de carbono, por onde se movem através de um circuito podendo produzir energia elétrica ou hidrogênio, uma aposta no futuro dos veículos movidos a hidrogênio.

Bruce também desenvolveu uma bateria que extrai e captura energia a partir da diferença de salinidade entre águas. Essa tecnologia tem uma eficiência de cerca de 74%, com baterias de simples fabricação e depende apenas de energias renováveis. Funciona através da entropia mista, que extrai energia com base na diferença de salinidade entre águas dos rios e do mar armazenando-a sob a forma eletroquímica.