Com a nova Resolução do Conama (Conselho Nacional de Meio Ambiente), os resíduos de gesso da construção civil se tornam recicláveis para outras destinações. Uma das maneiras de fazer isso é com o sistema Drywall, constituído de uma estrutura de perfis de aço galvanizado, na qual são parafusadas, nos dois lados, chapas de gesso. Esse modelo pode ser usado na construção de casas, tornando obras mais rápidas e limpas.

Veja as principais características desse modelo:

1. Flexibilidade dos projetos: permite uma maior criação do arquiteto e do morador.
2. Leveza: a estrutura pesa apenas 15% do equivalente em alvenaria.
3. Resistência a impactos: o material é resistente aos impactos de uma construção.
4. Espessura menor: permitindo uma maior área útil em uma construção.
5. Conforto climático: o gesso, matéria-prima das chapas para drywall, tem a propriedade natural de atuar como regulador do clima, mantendo o grau de umidade em equilíbrio, retirando a umidade do ar quando está elevada e a devolvendo quando o ar está seco. Isso atenua as variações da umidade relativa do ar.
6. Conforto térmico: o uso de lã mineral ou de vidro no interior das paredes, tetos e outros revestimentos em drywall permite um conforto térmico maior.
7. Conforto acústico: paredes em drywall tem um isolamento acústico maior que paredes de alvenaria.
8. Resistência ao fogo: o gesso proporciona uma elevada proteção contra incêndios.
9. Rápida instalação: a obra é mais rápida e limpa.
10. Execução simplificada de instalações elétricas e hidráulicas: em caso de necessidade de manutenção, basta recortar um pedaço da parede. A obra é mais simples e limpa.

Veja mais informações aqui.