A CES (Consumers Eletronic Show), feira de eletrônicos que aconteceu em Las Vegas, teve como proposta ser mais sustentável. Para isso, as credenciais eram feitas de material reciclado e o lixo foi encaminhado para reciclagem.

Além disso, foi apresentado o primeiro celular que funciona com energia solar (não como dispositivo a parte, mas já acoplado no aparelho) da Samsung, além de um notebook com tecnologia semelhante. Já a LG mostrou um projeto com que conseguiu reaproveitar 10 toneladas de resíduos eletrônicos no ano passado, e que deve ser repetido esse ano novamente.

Veja abaixo três gadgets com propostas sustentáveis:

Luzes para jardim

Para iluminação de jardins, a lâmpada Petal, da Mohzy, pode ser uma opção mais sustentável. Durante o dia, o aparelho capta e armazena energia solar, que é usada para manter a lâmpada acesa durante a noite. O dispositivo é produzido em dois tamanhos. A empresa pretende aumentar a linha de produtos com essa proposta.

Desligando tudo

Para evitar os grandes gastos de energia elétrica desperdiçada, o Modlet é um pequeno aparelho que desliga as luzes e os aparelhos quando ficam muito tempo sem uso. Além disso, com a ajuda de um software, o aparelho encaminha relatórios de uso de energia, permitindo que o usuário rastreie seus maiores gastos e passe a ter um uso mais consciente de energia.

Veja detalhes do funcionamento do aparelho no vídeo (em inglês):

“Abajur” solar

Um pequeno objeto pode armazenar energia solar e se transformar em um abajur com ajuda de uma garrafa de água. O Solarbulb emite luz, que é amplificada pela água da garrafa.