Após pressão por parte da Ciclo Liga (coletivo de ciclistas de São Paulo), a metrô de São Paulo, a ViaQuatro (concessionária que administra a linha amarela) e a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) anunciaram que a partir do dia 4 de fevereiro será permitido o transporte de bicicletas pelas escadas rolantes.

Por enquanto, a ação funcionará em período de teste e apenas para as subidas, mas já mostra que grupos organizados tem como influenciar as decisões sobre as cidades.

Antes, mesmo que fosse permitido o transporte de bicicletas dentro do metrô, os ciclistas precisam descer ou subir com as bicicletas pelas escadas normais, sem poder usar escadas rolantes ou elevadores. Como o peso médio de uma bicicleta é de 20 quilogramas, muitas pessoas deixavam de usar os dois modais por não conseguir entrar no metrô com a bicicleta.

Por isso, no dia 23 de janeiro, o Ciclo Liga lançou um vídeo sobre o tema e enviou uma carta aberta ao presidente do metrô, Sérgio Avelleda, pedindo alterações e melhorias para os usuários de bicicletas e metrô.

Veja o vídeo abaixo: