A Coreia do Sul está organizando, para este ano (2012), uma exposição mundial, celebrando a harmonia dos cinco oceanos e atrair as atenções para a preservação da fauna e flora marinhas. Buscando formas inéditas de demonstrar as conexões entre eles, o evento terá como uma das sedes um enorme aquário sustentável em forma de cubo.

A estrutura é vazada, criando espaços para as pessoas circularem no ambiente, rodeado por água: pelas laterais, por cima e por baixo. O cubo de água, constituído por várias bacias empilhadas, permite mostrar todos os diferentes aspectos dos cinco oceanos: mares, zonas tropicais, manguezais, recifes e outros.

De maneira ecológica, foram feitas simulações do movimento e da temperatura das águas: cortinas controlam a penetração de raios ultravioleta (UV) e células solares fotovoltaicas geram a energia para a circulação de água e a geração de luz na edificação. Visando causar o menor impacto ambiental possível, o aquário foi projetado para poder ser reutilizado depois da exposição.

As salas formadas pela estrutura podem facilmente ser adaptadas para um teatro, sala de concerto, espaço cerimonial, museu e até mesmo escritório. Segundo os criadores, o cubo é uma combinação de diversão e educação, pesquisa e conquista.