Se antes um dos principais modais de transporte na China era a bicicleta, nos últimos dez anos o número de carros e motos circulando aumentou 20 vezes. Para tentar reverter novamente a situação e buscar opções mais sustentáveis, o Beijing Transport Research Center e o Banco Mundial lançaram um novo site que permite que os cidadãos reportem eventuais problemas com as ciclovias.

Alunos testam o novo sistema de monitoramento de ciclovias na China.

Essas reclamações são enviadas para as cidades e os governos regionais devem resolver o problema mais rápido possível. Para facilitar o acesso, além de ser usada em computadores, a plataforma pode ser acessada em smartphones, e as reclamações podem ser enviadas em redes sociais e por SMS.

No primeiro dia de teste, feito com estudantes de uma universidade, as maiores reclamações foram a falta de estacionamentos para as bicicletas e o mau uso do espaço, tomado para passagem ou estacionamento de carros em vários pontos. Depois que o sistema for oficialmente lançado, as reclamações serão registradas também em formato de mapa.

Veja mais aqui.