Protótipo já está em fase de testes (Imagem: Divulgação).

A FIA, entidade regulamentadora do automobilismo, anuncia a criação da Fórmula E, campeonato concorrido com automóveis movidos com energia elétrica. Além disso, a proposta é que as corridas sejam realizadas em pistas de rua, não em autódromos.

Até agora, a participação brasileira na nova categoria é confirmada com o piloto Lucas Di Grassi, que será piloto de teste. Além disso, são feitas negociações para que o Rio de Janeiro seja uma das cidades participantes.

Os carros serão equipados com baterias de lítio, com autonomia de apenas 25 minutos (provavelmente os pilotos trocarão de carro durante o percurso). Além disso, a bateria dos carros poderá pesar no máximo 300 quilos. O campeonato deverá ser concorrido por 20 pilotos de 10 equipes diferentes.

A Fórmula E é de propriedade da Fórmula E Holdings Ltd, cujos proprietários são os espanhóis Enrique Bañuelos e Alejandro Agag.

Ainda segundo a FIA, as primeiras provas devem acontecer em 2013, com o término do campeonato em 2014.

Protótipo de carro apresentado em Feira do Automóvel para concorrer na Fórmula E (Imagem: Divulgação).