Acontece em Natal, entre os dias 23 e 27 de setembro, o VII Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação (CBUC), realizado pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza. Ao todo, serão cerca de 50 especialistas em conservação participando dos debates e palestras.

O tema do evento desse ano é “Áreas protegidas: um oceano de riquezas e biodiversidade” , com o objetivo de debater a contribuição das unidades de conservação para o desenvolvimento econômico da sociedade, sobretudo as áreas marinhas e oceânicas.
Nas conferências e painéis, serão abordados vários aspectos das áreas protegidas terrestres e marinhas, como a “Biodiversidade e o Desenvolvimento Econômico”, “Relação entre as Mudanças Climáticas Globais e a Diversidade Biológica”, “Estratégias e Modelos de Gestão de Áreas Protegidas” e “Consolidação dos Sistemas de Áreas Protegidas”.

Dentre os destaques da programação estão três conferências: “Benefícios econômicos das áreas protegidas marinhas”, que será proferida por Stephen Mangi, economista do Plymouth Marine Laboratory, do Reino Unido; “Riscos à biodiversidade pela exploração de petróleo em águas profundas e no pré-sal brasileiro”, abordada por Fabio Moretzsohn, cientista da Harte Research Institute for Gulf of Mexico Studies e da Texas A&M University; e, “O contexto mundial e as metas de conservação do Brasil”, que será apresentada por Sarat Babu Gidda, Oficial do Programa de Áreas Protegidas do Secretariado da Convenção da ONU sobre Diversidade Biológica.

Veja mais sobre o evento no site oficial do CBUC.