Uma construção de frente para o mar na cidade de Barcelona, na Espanha, é um exemplo de como é possível fazer um projeto arquitetônico que amplie a utilização de energias alternativas.

Conhecida como Pavilhão Endesa ou Solar House 2.0, a estrutura angulada permite o suporte de uma série de painéis fotovoltaicos, fornecendo energia limpa para uso no espaço. Além disso, a construção foi feita em apenas um mês, com as peças pré-fabricadas e aumentando a eficiência de produção do espaço.

Nos meses quentes, a estrutura dos painéis solares ajuda a diminuir a incidência de raios solares no interior, deixando a temperatura mais agradável e ajudando na diminuição do uso de aparelhos com essa finalidade. Já no inverno, devido à diferença de angulação da insolação, o espaço deve receber maior quantidade de luz solar (e consequentemente de calor).

O espaço foi desenhado pelo Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha e teve apoio da companhia de energia Endesa.