Para melhorar a qualidade de vida na cidade e pensar em questões de sustentabilidade, o planejamento da cidade de Nova York criou uma lei que faz com que edifícios revelem o consumo de energia. O curioso foi o resultado: prédios antigos consomem menos energia que os mais modernos. 

Possíveis razões são as paredes mais espessas, menos janelas e ventilação, diminuindo os gastos com adequação térmica. A maior parte das emissões de CO2 da cidade vem por sistemas de aquecimento e refrigeração de ambientes (80%). O controle e planejamento desses sistemas é importante para controlar esse uso (o planejamento da cidade pretende diminuir as emissões em um terço até 2030).

Veja mais aqui e aqui (em inglês).