Multiplicar informações sobre higiene pessoal e alimentar, saneamento básico, meio ambiente e nutrição por intermédio de crianças e jovens de áreas com Baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Rio de Janeiro. Essa é a estratégia do projeto PHASE, realizado pelo laboratório GlaxoSmithKline (GSK) em parceria com o SESI e a prefeitura. Realizada há três anos, a iniciativa beneficiou cerca de 3 mil alunos de escolas municipais dos bairros Costa Barros, Cidade de Deus, Guadalupe, Coelho Neto e Curicica. Em 2013, o projeto atenderá três mil alunos de escolas de Bangu, Zona Oeste da cidade.

Dividido em três eixos de atuação (higiene pessoal e saúde; educação ambiental; e educação nutricional), o projeto se utiliza de situações cotidianas, como lavar as mãos e transformar reciclados em objetos úteis, para aumentar a conscientização e promoção da mudança de comportamento sobre a higiene pessoal e saneamento entre as crianças.

Os alunos da rede pública, entre 06 e 15 anos, são o principal público deste projeto, que envolve ainda professores, pais e integrantes das comunidades abrangidas. Todos são capacitados para atuar como multiplicadores dos conceitos básicos de saúde.

O aprendizado se dá por meio da realização de atividades interativas e lúdicas, que transmitam informações que possam melhorar a qualidade de vida dos participantes. A interação acontece em oficinas de música, de educaço alimentar e ambiental, circuito de higiene, sessões de cinema sobre saúde e palestras variadas.

A comunidade local também participa do projeto. As escolas participantes promovem palestras para pais de alunos e moradores locais sobre saúde e higiene, além de oficinas de geração de renda com temas ligados ao projeto, como reaproveitamento de alimentos, materiais recicláveis e de sabão. Desde a sua criação, em 2010, o PHASE contabilizou 8.274 atendimentos.