As edificações respondem, atualmente, por 47% do consumo de energia no país. Estimativas da Eletrobras indicam um potencial de economia na faixa de 30% a 50%. Um dos caminhos para buscar esta redução de demanda é cumprir a receita para fazer a etiquetagem de eficiência energética para edifícios comerciais, de serviços e públicos.

A solução, que avalia os sistemas de envoltória, iluminação e ar-condicionado para a concessão o da etiquetagem, é tema do curso que o Ambiente Energia Treinamentos promoverá, nos dias 23 e 24 de outubro, em São Paulo.

O curso vai abordar o impacto do consumo energético das edificações na matriz elétrica brasileira e a aplicação dos regulamentos que orientam a obtenção da etiqueta de eficiência energética para edificações comerciais, de serviços e públicas (PBE/Edifica) – a fim de reduzir essa demanda.

Com 16 horas de duração, o curso tem um programa que inclui temas como eficiência energética em edificações; introdução à arquitetura bioclimática; políticas públicas nacionais – o Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE)/Procel Edifica;aplicação do RTQ-C e principais empreendimentos etiquetados; e aplicação dos Requisitos de Avaliação da Conformidade para a Eficiência Energética de Edificações (RAC)..

Voltado para arquitetos, engenheiros, projetistas, gestores públicos e instaladores, o curso será ministrado por Mônica Peixoto Welker, M.Sc. arquiteta e urbanista pela UFRJ e especialista em Edificações Sustentáveis (UCP/NITS-UFF). Mônica também é consultora do Procel Edifica/Inmetro. (ALS/LATEC/Eletrobras); mestre em História da Arte – PUC-RJ/2009; especialista em História da Arte e da Arquitetura – PUC-RJ/2001.

Serviço:
Curso Etiquetagem de Eficiência Energética para Edifícios Comerciais, de Serviços e Públicos
Data: 23 e 24 de outubro
Local: São Paulo
Telefone: (21) 3872-0355
Inscrições