Investindo pouco e tomando algumas medidas, fica fácil transformar sua casa em um espaço ecologicamente correto. Para começar, uma medida muito simples é investir sem medo na iluminação natural. Deixe a luz do sol entrar na sua casa através janelões nos ambientes e claraboias no teto. Os ladrilhos de vidro e os cobogós são ótimos para deixar a luminosidade percorrer pelos espaços, deixando a casa muito mais clara, dispensando o uso da energia elétrica.

Para quem mora em cidades quentes na maior parte do ano, uma boa alternativa é investir em tonalidades claras para a composição da fachada e dos interiores. Elas criam uma sensação maior de amplitude e deixam a casa mais fresquinha, pois refletem a luz solar.

Para economizar e aproveitar a água instale calhas no telhado da sua casa. Dessa forma, você recolhe a água da chuva para lavar a calçada, o carro e o canil dos animais.

Na hora de escolher a iluminação, prefira as lâmpadas de LED. Elas custam um pouco mais caro, mas oferecem muito mais benefícios que as outras lâmpadas, compensando seu custo à longo prazo. Além de consumir menos energia, elas são ótimas, duráveis e podem ser encontradas em diversas cores.

Cultivar algumas plantinhas pela casa também ajuda ao meio ambiente. Os vasinhos são responsáveis por trazer vida para o lar e se você tiver uma área verde, pode contribuir para a absorção de água da chuva, que nas grandes cidades não tem para onde ir. Atitudes pequenas podem valorizar o imóvel e contribuir para o meio ambiente. (via decoração.com/Correio do Estado)