Uma casa produzida em uma semana e montada em três dias. É o que a agilidade do sistema construtivo wood frame proporciona para as obras. Com a fase de fundação e projeto, e ainda o acabamento, esse tipo de moradia fica pronta quatro vezes mais rápido do que a convencional, com a vantagem de manter o mesmo valor de custo, ser mais sustentável e mais confortável.

Segundo Lucas Maceno, diretor de produção da Tecverde Engenharia, tudo isso é possível, pois a fundação e a produção dos painéis são feitas paralelamente, o que reduz o tempo da obra. Porém ele alerta, “a fundação depende do tipo de terreno e da complexidade do projeto. Já a fase de acabamento, sempre é a mais demorada podendo durar de três a quatro meses de acordo com as necessidades do cliente”.

Outra vantagem de 70% do processo ser industrializado, é que a obra não depende de fatores meteorológicos, “a obra não atrasa semanas devido ao mal tempo, que muitas vezes deixa as obras paradas e causa prejuízo para quem está investindo”. Isso também garante um orçamento fixo de 50 a 60%, com pouquíssima variação o que evita perdas e desperdícios, “o cliente sabe desde o começo quanto vai pagar pela sua casa, a variação do valor quando ocorre é relacionada à fundação e ao acabamento”, afirma Lucas.

Além do sonho da casa própria ser realizado de forma mais rápida, a Tecverde traz conceitos de sustentabilidade em seus projetos. Com o wood frame há 85% menos desperdícios e 80% menos emissão de CO2. As casas são construídas com conforto termoacústico, o que possibilita a economia de 20% no consumo de energia da casa depois de ocupada.

Casas mais rápidas, mais produtividade para o investidor

A vantagem de o processo construtivo ser mais rápido traduz-se, principalmente, em vantagem financeira para quem quer fazer do wood frame uma oportunidade de investimento. “Para o incorporador, construtor ou investidor a principal vantagem é o aumento de giro, devido à rapidez da execução da obra”.

E não para por aí. O custo de investimento é cerca de 10% mais baixo do que o tradicional e o valor agregado é maior. “Entregamos um produto com menor custo, mais rápido e mais confortável, dentro do conceito global de sustentabilidade, reconhecido internacionalmente pela sua inovação. As pessoas hoje querem contribuir para um mundo melhor, transmitir isso para as próximas gerações, e poder morar de forma mais saudável é o primeiro grande passo para isso”, finaliza Maceno.