Entre os dias 02 e 04 de dezembro, Curitiba (PR) receberá a feira Expo Madeira & Construção e o Simpósio Madeira&Construção, que acontecem no Campus da Indústria da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep). O objetivo do evento, segundo os organizadores, é promover o uso da madeira de floresta plantada na construção civil. No encontro, os presentes, entre engenheiros, arquitetos, construtores, designers, incorporadoras e público em geral, poderão compreender as vantagens e benefícios do uso de produtos industrializados de madeira na construção, a partir de sistemas construtivos que utilizam a madeira de floresta plantada de forma estrutural e decorativa.

De acordo com dados apresentados pela Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal (APRE), há quantidade de madeira suficiente para garantir que as demandas da construção civil sejam atendidas. A produção florestal no Paraná apresenta um rendimento por hectare de 30 metros cúbicos por ano. Em um ciclo de 15 anos, são 450 metros cúbicos por hectare. O volume total de madeira chega a 382,5 milhões de metros cúbicos. Desses, 191,2 milhões de metros cúbicos podem ser destinados para serraria, sendo que 95,6 milhões de metros cúbicos poderiam ser transformados em construções.

“Há algum tempo, devido à alta taxa de informalidade que temos na construção civil, a madeira era usada de forma aleatória. O setor como um todo não se preocupava em consumir madeira com critérios de sustentabilidade. Hoje, apesar de continuarmos com um alto índice de informalidade, a maioria das construtoras só compra madeira com nota e origem definidas, todas de reflorestamento. Além disso, a consciência mudou e agora não se usa mais madeira de lei para caixarias e outros usos menos nobres”, explica Euclesio Manoel Finatti, engenheiro civil e vice-presidente administrativo do Sinduscon-PR.

No momento, as empresas do setor de floresta plantada já estão se adaptando à demanda crescente por madeira na construção civil. A procura deve aumentar ainda mais se for confirmada a aplicação em larga escala de sistemas como o woodframe na construção de casas populares, que reduz o tempo de execução de obra, diminui o desperdício de materiais e ainda permite melhor eficiência termo acústica.

“O setor, carente de mão de obra especializada, cada vez mais se preocupa em desenvolver novas tecnologias que possam agregar materiais e técnicas que aumentem a produtividade. Depois de mais de três anos, o sistema wood frame está aprovado oficialmente. A partir disto, centenas de casas começarão a ser construídas e, como consequência, a madeira será finalmente reconhecida como componente estrutural e sustentável para as novas construções brasileiras. Iremos começar a viver uma nova fase a partir desta aprovação e um novo sistema construtivo com certeza começará a mudar a história da construção civil brasileira”, comenta Finatti.

Nesse contexto, a Expo Madeira & Construção vai trazer especialistas com ampla experiência no uso da madeira na construção, que apresentarão as últimas tendências no assunto. Para participar da feira, é possível fazer o credenciamento antecipado, que dá acesso à programação científica, coffee breaks e pasta com o material de apoio. O valor é de R$ 400,00.

Entre os expositores confirmados estão Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci), ASSIM, Berneck, Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Paraná (CAU/PR), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREA-PR), Embrapa Floresta, Escritório Verde, Fiep/Senai, Grupo Interdisciplinar de Estudos da Madeira (GIEM – UFSC), Instituto Brasileiro da Madeira e das Estruturas de Madeira (Ibramem), Tecverde, Revista Referência, Rothoblaas, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Montana Quimica, AkzoNobel, Brookhuis, Gang Nail.

O evento é uma promoção da Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal, da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), com patrocínio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e da Arauco.

Apoiam a realização da feira: Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Paraná (CAU/PR), Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Paraná, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREA-PR), Senai, Sinduscon PR, Companhia de Habitação do Paraná (Coahapar), Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas (ABRAF), Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci), Associação Catarinense de Empresas Florestais (ACR), Associação Gaúcha de Empresas Florestais (Ageflor), Instituto Brasileiro da Madeira e das Estruturas de Madeira (Ibramem) e Embrapa Florestas.

Serviço:
Expo Madeira&Construção
Data: de 2 a 4 de dezembro de 2013
Local: Centro de Exposições Horário Coimbra, Campus da Indústria – Curitiba (PR)
Promoção: APRE, UFPR e FIEP
Mais informações: 41 3233.7856 – contato@expomadeira.com.br – www.expomadeira.com.br