De acordo com pesquisadores do Environmental Energy Technologies Division, dos Estados Unidos, pintar o telhado de branco pode ajudar a reduzir o aquecimento global. Parece uma medida simples demais para um problema tão sério, mas não é. Tanto que o grupo Green Building Council Brasil (GBC Brasil), organização não governamental (ONG), que visa o desenvolvimento da indústria da construção sustentável no país, criou a campanha One Degree Less com o objetivo de diminuir a temperatura nos grandes centros urbanos em 1ºC com duas soluções: coberturas refletivas e tetos verdes. A Viapol, como parceira da GBC, apoia a resolução.

Os estudiosos americanos afirmam, ainda, que os tetos quando pintados de cores com reflexão igual ou superior a 0,6 podem refletir em torno de 75% a energia do sol. A ação gera uma redução do aquecimento das edificações e melhora o conforto térmico do local. Com menos calor, menos ar condicionado e menos consumo de energia elétrica. Para os especialistas, essa redução pode chegar a 20% com a adoção da medida. Mais: telhados brancos compensam toneladas de emissão de CO2.

Já o telhado verde, ou green roof, que consiste em criar um jardim nos tetos de casas e prédios, possibilita melhorar o conforto térmico por meio das plantas, que reduzem as ilhas de calor e os níveis de poluição. Sem contar que a absorção da água da chuva pela vegetação, além de resfriar as casas e edifícios, torna a cidade mais permeável, ajudando a evitar enchentes.

Voltados para telhados, lajes e coberturas, os produtos da empresa Viapol são considerados eco-friendly por eliminar ou minimizar efeitos nocivos ao ambiente. No caso das mantas e fitas autoadesivas revestidas com alumínio (Mantas Classic Alumínio, Premium Alumínio, Laje Alumínio, Viaflex Alumínio e Viaflex Fita), altamente reflexivas aos raios UV, a redução do calor interno nas edificações leva à diminuição do uso do ar condicionado, além de reduzir a emissão de CO² na atmosfera e de gases prejudiciais à camada de Ozônio.

É importante ressaltar que 15% do peso das mantas produzidas pela Viapol correspondem a matérias-primas recicladas (polímeros derivados de sobras industriais que são reprocessados e adequados às características necessárias à fabricação de cada produto).

Outro destaque da linha de mantas é o Torodin Antiraiz, produto que possibilita estanqueidade da estrutura e reduz a temperatura dos ambientes a partir das jardineiras sobre lajes, mais conhecidas como “telhados verdes”. Com o sistema de impermeabilização de jardins, até 30% do volume de água da chuva são absorvidos, retardando a velocidade de escoamento e – com a aplicação do Viabit Antiraiz – impedindo o crescimento excessivo das raízes das plantas, condição que pode danificar a estrutura.

Também oferecidos pela Viapol seguindo o conceito da sustentabilidade, o Viaflex Branco, Vedalage Branco, Vedalage Plus – Manta Líquida e o Hey’dicryl Plus – membranas acrílicas produzidas na cor branca ou em cores claras – colaboram para a campanha One Degree Less, de redução de 1°C do aquecimento global. E para fechar a lista, o Viafoil é uma subcobertura para telhados, estruturada com véu fibra de vidro especial de excelentes características de durabilidade e resistência. Entre seus benefícios, está o excelente conforto térmico ao ambiente.

“Estes são exemplos das soluções da Viapol que, além de cumprirem seu papel de estanqueidade à agua e umidade, seja em telhados novos ou em reformas, ampliam seus benefícios ao contribuírem com o meio ambiente por meio de medidas simples e práticas”, destaca Sharlene Muryel Lopes, supervisora de Sustentabilidade da Viapol.