Movimento gerando energia? Certo. Crianças trabalhando? Errado. Mas, quando somamos trabalho como gerador de energia e crianças em movimento  o resultado é iluminado. Bem Markhan e sua esposa viveram e trabalharam como voluntários durante um ano e meio na cidade de Gana na África e sensibilizaram-se com dois problemas: a falta de brinquedos para as crianças nas escolas, parques e áreas públicas e com as consequências dos frequentes apagões, sobretudo em áreas mais longínquas. São em momentos como estes que a senhora eureca visita às mentes empenhadas em ajudar. É quando o ser humana demonstra todo seu potencial criativo. Juntando sensibilidade e conhecimento, Markham, ex-vice-presidente da ExxonMobil, importante petrolífera multinacional teve a ideia de transformar a energia das crianças em energia elétrica. Um casamento perfeito entre demandas.

Playground interativo na Holanda

Playground interativo na Holanda

Em parceria com a Birgham Young University (que financiou boa parte da ação), mostrou que com uma boa dose de vontade, soluções absolutamente simples são possíveis. O equipamento de geração de energia limpa (carrossel) é produzido pela ONG Empower Playgrounds, que disponibiliza os gira-giras e outros brinquedos capazes de gerar energia mecânica. Os brinquedos tem capacidade de gerar até 150 watts por hora. Esta quantia serve para suprir as unidades de ensino e ainda carregar lanternas de LED que são distribuídas aos alunos para que utilizem em suas residências.

Fazendo as contas, como informa o Hyperness,  instalar esse sistema em uma escola custa cerca de US$ 10.000.  Ele é capaz de fornecer energia elétrica para 200 crianças por pelo menos cinco anos, o que resulta num custo de US$10 por ano por cada criança.  Ou seja, menos de um dólar por mês para evitar que as crianças de Gana passem metade de suas vidas na escuridão.As crianças também se beneficiam do playground como um laboratório vivo, onde um módulo de ensino de ciências personalizado ajuda a melhorar o aprendizado utilizando-se do equipamento do playground.

Em um projeto semelhante foi construído recentemente na cidade de Dordrecht, Holanda um protótipo em tamanho real de um playground interativo.  O brinquedo oferece um momento lúdico e ao mesmo tempo é usado para educar as crianças sobre métodos de energia alternativos. A energia cinética liberada pela suspensão das crianças nas cordas do carrossel é capturada e armazenada em uma bateria debaixo da estrutura. Esta energia capturada é utilizada para gerar a iluminação noturna. De acordo com a quantidade de energia gerada pelas crianças, as cores das luzes mudam. O Energy Carrossel foi baseado em projeto idealizado pelo estúdio espanhol de Arquitetura Ecossistema UrbanoOs criadores da ideia acreditam que ensinar crianças sobre métodos alternativos de geração de energia elétrica, através de suas próprias experiências físicas,  é uma mensagem mais próxima e interessante.