Mangue e Floresta fazem a Diferença!

Por Rex às 11h42 de 20/04/2012

Qual é a verdadeira importância das florestas? E pra que serve um manguezal? Será que estamos cuidando bem dos nossos oceanos? Estas e outras importantes questões servem para nossa reflexão, busca por informações e principalmente, ações, reações, e atitudes sustentáveis.

#manguefazadiferenca em Santos (SP)

O artigo 225 da Constituição da República Federativa do Brasil diz: “Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá- lo para as presentes e futuras gerações”. Apesar disso, a proposta do novo Código Florestal que está sendo aprovada pela maioria dos nossos parlamentares, permite mais desmatamento, proporciona maior destruição, e assim, facilita os interesses de quem quer acabar com o pouco de floresta que ainda existe. Mas apesar de ser apenas um pouco de floresta, exerce um papel fundamental para a manutenção da vida, para nossa exisência. Ou seja, você só continua vivo porque as florestas existem! E eu também. E todo o mundo!

Rex em Brasília (DF) | fonte: fotos.estadao.com.br

Mais de um 1 milhão e meio de cidadãos brasileiros assinaram a petição contrária às mudanças do Código Florestal, e este documento foi encaminhado à Presidência da República. Movimentos, mobilizações, manifestações, eventos, conversas, estão acontecendo por todo território brasileiro. Se você ainda não está ligado nas discussões e acontecimentos sobre o tema, ainda dá tempo de participar e demonstrar o que pensa sobre o assunto. Ainda dá tempo de exercer um pouco mais a sua cidadania socioambiental. Simbora?

A campanha Mangue Faz a Diferença e o movimento Floresta Faz a Diferença demonstram o pensamento das pessoas que não querem a destruição das florestas, daqueles que entendem o valor dos manguezais, daqueles que lutam por um planeta mais saudável.

Instituto Jerivá em Santos (SP) #manguefazadiferenca

Nossas florestas protegem as nascentes e os rios, seguram e fertilizam a terra, reduzem a erosão, regulam as chuvas. Nossas florestas são o habitat de muitas espécies, servem de casa para vários animais, servem de fonte de alimento para vários animais também, inclusive para o ser humano. As florestas atraem polinizadores para as lavouras, ajudam a ter plantações saudáveis, aumentam a produtividade agrícola, e seu uso de forma sustentável garante a renda e melhora as condições de vida dos agricultores familiares, cooperativas e populações tradicionais. Nossas florestas são santuários da biodiversidade. Elas também ajudam a renovar o ar que respiramos.

Os manguezais são “berçários” para muitas espécies de animais com importância ambiental, econômica e social. Existem hoje mais de 500 mil pescadores no Brasil e o setor abrange mais de 1 milhão de pessoas se contarmos os empregos indiretos. Os manguezais são fonte de alimentação e de renda para um grande número de brasileiros.

#florestafazadiferenca na Praça da Sé em São Paulo

Não podemos deixar que tudo isso seja ignorado, destruído, aniquilado! Os interesses em jogo nas discussões do novo Código Florestal são vários, mas não podemos deixar o dinheiro e a ganância pelo poder, e a falta de vergonha na cara, falar mais alto! Temos que fazer algo, continuar a fazer, ou começar a fazer, não importa. O que vale é não ficar parado achando que tudo está bem. Primeiro e principalmente pelo respeito ao planeta e respeito a todas as formas de vida, segundo, porque a destruição dos ecossistemas afeta inclusive o ser humano, influencia diretamente nossa vida.

Neste próximo domingo dia 22, é comemorado o Dia da Terra, e mobilizações vão acontecer em várias cidades do Brasil. Veja aqui locais e horários, encontre o movimento que vai acontecer perto de você e não deixe de participar! #manguefazadiferenca #florestafazadiferenca #vetadilma

Um abraço do Rex.
Livre Pensador, Cidadão Socioambiental, Andarilho, Biker e Terráqueo.

10 formas de se Integrar com a Natureza

Por Rex às 19h22 de 02/04/2012

E numa tarde qualquer de um dia normal, ao trocar umas ideias com Joana D’Arc (Presidente do Insituto de Preservação e Educação Ambiental Jerivá) resolvemos escrever uma lista de coisas bacanas que podemos fazer para ficar mais próximos da natureza. São sugestões relativamente simples de realizar, que podem resultar em ótimas vivências, experiências e aprendizados.

Eu me lembro quando tempos atrás olhei no dicionário o significado da palavra “integrar”, e lá estava: “completar-se”. É exatamente isso que eu sinto quando tenho um contato direto com a natureza. Estar num ambiente natural e se permitir experimentar, conhecer, explorar, sentir, é sempre muito bom. Se conhecer e conhecer o lugar onde vivemos é essencial para o exercício da nossa cidadania socioambiental, e com a publicação desta lista espero que possa servir de inspiração, objeto de reflexão e principalmente de motivação para realizar cada um de seus itens. Seja pela primeira vez ou não. Permita-se, complete-se.

1. Andar descalço na terra.
Pisar na terra, ter o contato direto com este elemento essencial para a nossa vida, é algo indescritível. Escolha um ambiente tranquilo, onde você possa ouvir a natureza, observar o que acontece ao seu redor enquanto caminha. É uma experiência que pode ser muito rica.

2. Observar o céu e as estrelas à noite.
Aproveitar a noite com uma bela lua e as estrelhas brilhando, também é muito legal. Você já parou pra fazer isso? Dê preferência para um local silencioso e comece a observar. É bem possível que você passe algumas horas olhando para cima, principalmente se deitar no chão e imaginar como seria se a gente pudesse chegar até alguma estrela…

3. Plantar uma(s) árvore(s).
Plante uma árvore. Plante várias árvores. E cuide bem dela(s)! Colocar na terra uma mudinha ou uma semente e acompanhar seu o crescimento, cultivar, observar cada fase do desenvolvimento, conversar com ela, é simplesmente mágico.

4. Observar a vida silvestre.
Se você quiser observar plantas e animais grandes, talvez dê um pouquinho mais de trabalho, mas com certeza é uma experiência incrível. Observar, tentar entender como as coisas funcionam, perceber os milagres da natureza. E isso pode ser feito em um jardim também. Você já parou pra observar quanta vida existe em um pequeno canteiro com um pouquinho de terra e algumas plantas?

5. Pegar uma fruta no pé e comê-la.
Comer uma fruta fresquinha retirada diretamente da árvore não é privilégio de muitos hoje em dia. Se você ainda não teve esta oportunidade, faça isso. Ainda mais se for de um cultivo orgânico. Lembre-se de não quebrar nenhum galho se for subir na árvore, e pegar apenas as frutas necessárias para sua alimentação.

6. Tomar um banho de cachoeira.
Não é uma sensação incrível poder receber toda a energia de uma bela cachoeira? Ter o prazer de sentir na pele uma água limpa e cheia de vida? Recomendo! E claro, não se esqueça de quando for embora, deixar o ambiente tão limpo quanto estava.

7. Caminhar sob a chuva.
Sentir as gotas de água caindo em  seu rosto, se permitir não fugir da chuva, mas sim se integrar com ela, é demais! Faça isso de vez em quando. Ou faça sempre.

8. Participar de um mutirão de limpeza.
A gente sabe como as coisas funcionam, e infelizmente nem tudo é tal qual um poema lindo e maravilhoso. Assim sendo, você também pode se integrar com a natureza ajudando a cuidar de algum ambiente específico. A primeira regra é: sempre traga o seu lixo de volta e dê o destino mais correto possível para ele. Mas como algumas (muitas) pessoas não fazm isso, de vez em quando um pessoal se organiza e faz uma limpeza. Pode ser numa trilha, na praia, na beira de um rio, e até mesmo na rua da sua casa. O importante é não ficar parado. Sempre podemos contribuir!

9. Observar uma rocha.
Apenas uma pedra? Nãaaooo! Tem muito mais pra gente ver em cada fragmento de rocha que existe por aí. De onde ela veio, pra onde ela vai? Como se formou? Quanto tempo levou pra isso? Quais elementos estão nela? As rochas falam com você. Que tal conversar com elas durante alguns minutos?

10. Observar o nascer e o pôr do sol.
Ah, o velho e bom pôr do sol. Quem já não parou para observar o sol sumindo no horizonte? E acordar cedinho para vê-lo trazer a luz do novo dia? Cada vez que faço isso, minhas energias são renovadas. Seja da janela de casa, ou de cima de uma montanha, lá está ele, o grande astro essencial para a nossa existência. Essencial para a manutenção da vida no planeta.

É isso. Que tal? O que mais poderia entrar nesta lista? Você tem alguma sugestão? Ou quer contar como foi quando fez alguma destas coisas? Vou gostar de receber sua contribuição. Deixe seu comentário aqui. Valeu!

Um abraço do Rex.
Livre Pensador, Cidadão Socioambiental, Andarilho, Biker e Terráqueo.

Cidadania S.A.

Rex
@cidadaniasa
Rex é um livre pensador a fim de trocar ideias sobre Cidadania Socioambiental. Atua em projetos socioambientais, ações de sensibilização, e atividades que buscam promover a conscientização das pessoas. É voluntário na área de Educação Ambiental do Instituto Jerivá. Colabora com projetos e iniciativas que contribuem para um mundo melhor. Participa como voluntário na Fundação SOS Mata Atlântica. É um andarilho que gosta de conhecer pessoas, lugares e realidades deste incrível planeta. É terráqueo. Seu principal veículo de transporte é a bicicleta. | www.caminhosdorex.com.br
  • Categorias