Ervas do bem

Por daniela meira às 14h45 de 12/04/2011

Você tem xícaras lascadas e não sabe o que fazer com elas? Ou você ainda guarda aquela panela ou bule de barro e não quer se desfazer pois ganhou de presente de alguém importante? Sabia que as ervas ficam lindas nestes recipientes, na cozinha ou na área de serviço? O importante é que as mudas recebam luz do sol adequada, para que as folhas não murchem.

As ervas são facilmente cultiváveis. Não necessitam de muita atenção e o mais importante… elas são totalmente orgânicas!

Faça assim: coloque uma camada de pedras pequenas ou cascalho no fundo da panela, bule ou xícara, desde que estejam furados para funcionar como dreno. Depois complete com terra e plante a erva que desejar.

Ervas aromáticas mantêm a cozinha com um perfume diferente de frescura além de poderem ser consumidas como tempero daquela massa ou relaxante naquele chá de final de tarde.

Para acabar com as pragas e ainda assim continuar com sua horta orgânica, lave as plantas em água corrente ou pulverize as ervas com uma mistura de água e detergente, na proporção de uma colher de chá para cada xícara de água, e, depois, enxágüe-as bem. Outra maneira de manter as pragas afastadas é colocar casca de ovos triturada, diretamente na terra, em volta das plantinhas.

Agora não tem mais desculpa, não é mesmo? Aproveite o clima favorável e comece logo! Bom cultivo!

Uma ideia interessante

Por daniela meira às 13h29 de 09/03/2011

Com os preços dos alimentos subindo a cada dia nos supermercados, surgiu na Inglaterra, uma ideia que pode dar muito certo: o People’s Supermarket. Esta “Supermercado do Povo” é uma cooperativa sem fins lucrativos com o objetivo de oferecer produtos locais, alta qualidade e preços acessíveis a todos. Além disso eles podem administrar melhor a quantidade de lixo produzido, eliminar os intermediários e reduzir os custos, a partir do envolvimento dos membros da comunidade. É fácil se tornar um a associado que tem direitos e deveres. Por US$ 40 (R$ 66) você passa a ter direito a opinar na administração da loja e a obrigação de trabalhar pelo menos quatro horas lá dentro. Tudo é decidido pelo voto, assim como os tipos de produtos vendidos. Para que este tipo de loja funcione bem, é bom que os associados sejam da mesma comunidade e que estejam empenhados no mesmo objetivo.

Segundo o analista de varejo Malcolm Pinkerton este modelo pode competir, no futuro, com as grandes redes de supermercados pois o consumidor está mudando, ficando mais consciente, esbanjando menos, e prefere alimentos de fontes sustentáveis.

  • Categorias