Ação e Reação

Por daniela meira às 12h27 de 19/11/2010

Algumas atitudes que tomamos podem mudar a vida ao nosso redor. Novas atitudes sempre podem ser tomadas, mas lembre-se que você não está sozinho no mundo. Além dos outros seres, existe o próprio planeta. Do jeito que você trata o planeta ele irá reagir!

Quando você vai ao supermercado, à feira ou ao mercadinho, você se preocupa em comprar a quantidade suficiente que irá usar? Ou sempre leva um pouquinho a mais?

No Brasil, é costume termos à mesa uma travessa de comida na hora do almoço de domingo, por exemplo. Não é comum termos pratos individuais, com a quantidade necessária para cada um. O costume de “repetir” o prato, muitas vezes considerada uma reação à boa comida, não é nada sustentável. Essa prática faz com que a pessoa que vai preparar o almoço de domingo pense em comprar…. o dobro da comida necessária, pois “se eles quiserem, podem repetir! É melhor sobrar do que faltar!!!”

No mundo, sempre, tudo tende ao equilíbrio. Quando alguma coisa está em desequilíbrio, a vida traz situações que vão levar ao equilíbrio.

Então pense… se “é melhor sobrar do que faltar”, o sobrar é um desequilíbrio e para compensá-lo, a vida vai retirá-lo para haver o equilíbrio.

Você se interessa por gastronomia e novidades no mundo das panelas e temperos? Siga o blog Informações à Mesa e descubra o que anda rolando por ai!

Faça a sua parte: reduza seu lixo!

Por daniela meira às 12h59 de 22/10/2010

Amar a comida e odiar o lixo! Este tema é o mais moderno que existe atualmente e precisa ser falado sempre para mudarmos nossos pensamentos e atitudes.

Somente as donas de casa da Inglaterra jogam fora 8,3 milhões de toneladas de alimentos. Essa enorme quantidade todos os anos!!! É muita coisa, não acha? E pensar que milhares de pessoas morrem de fome e desnutrição. É uma contradição, não é?

Reduzir o lixo proveniente de alimentos é um assunto necessário e não estamos falando sobre bons alimentos indo para o lixo, a perda de alimentos custa para uma família com duas crianças mais de R$ 2.000 por ano e tem sérias implicações ambientais também!

Se pudermos parar este desperdício de alimentos que poderiam ter sido consumidos de alguma forma e não simplesmente jogados no lixo, o impacto do CO2 poderia ser equivalente à retirada de um a cada quatro carros no mundo. Por isso na hora ir ao supermercado, compre apenas o necessário e evite o desperdício! Desta forma, você já estará dando a sua contribuição ao meio ambiente e ao futuro do nosso planeta!

Você gosta de gastronomia? Então ai vai uma dica: siga o blog  Informações à Mesa

Desperdício nosso de cada dia

Por daniela meira às 16h01 de 24/09/2010

Mais da metade dos alimentos produzidos em qualquer lugar é jogada fora enquanto um bilhão de pessoas morrem de fome no mundo. No Brasil, o dinheiro que se perde com o desperdício de frutas em um mês daria para aplacar a fome na América Latina durante o mesmo período. É absurdo? Mas nós somos responsáveis por isso…

desperdício de alimentos

Dados mostram que no Brasil, 1/3 dos alimentos comprados pelas famílias é jogado fora. (foto: divulgação)

Dados interessantes publicados pela revista Galileu, agosto/2010:

- O caminho do desperdício no Brasil: 10% dos alimentos se perdem na colheita, 50% no manuseio e no transporte, 30% nas centrais de abastecimento (como o Ceasa), 10% nos supermercados e casa dos consumidores.

- Mais de mil toneladas de produtos alimentícios vão para o lixo todos os dias nas feiras livres do estado de SP.

- A quantidade anual de comida jogada fora pelos EUA e pela Europa poderia alimentar três vezes a população mundial no mesmo período.

- Em casa: 1/3 de tudo que é comprado vai direto pro lixo. Uma família de classe média joga fora cerca de 500g de alimento por dia.

- Somente com a comida que jogamos fora todo dia no Brasil daria para um quinto de nossa população tomar café da manhã, almoçar e jantar.

- US$ 2,2 bilhões é o prejuízo que gera o desperdício de frutas no Brasil em um ano. Com esse dinheiro, daria para alimentar todas as pessoas que passam fome na América Latina e mais a população do Líbano.

- Nós jogamos mais verdura fora do que comemos: o consumo de hortaliças no Brasil é de 35 quilos/habitante/ano nas 10 principais capitais do país, enquanto 37 quilos/habitante/ano são jogados fora.

O que podemos fazer? Conscientizar é o primeiro passo… e por que não existem muitos falando sobre isso e apenas poucos veículos de comunicação se preocupam em fazer este alerta do qual somos todos responsáveis?? Precisamos urgentemente mudar alguns hábitos…

Mais 5 dicas para combater o desperdício de alimentos

Por daniela meira às 14h15 de 27/07/2010

1. Em geral, congelam muito bem :

- pratos prontos;

- pães, bolos, tortas e salgados;

- as frutas da estação viram polpa para sucos naturais nutritivos;

- molho de tomates frescos refogados;

- vegetais escaldados e resfriados em seguida por cerca de 3 minutos em cada etapa (pesquise técnica de branqueamento).

2. Não congelam bem : maionese, saladas cruas, ovos cozidos, batata cozida e creme de leite, entre outros.

3. Procure colocar no prato somente o que pretende comer. Repita se necessário.

4. Prefira produtos da estação. São mais baratos e saborosos. Procure comprar produtos da região. Isto ajuda a diminuir a poluição e as perdas causadas pelo transporte da mercadoria. Não compre alface, cenoura e outros alimentos para ficarem esquecidos e velhos na gaveta da geladeira.

5. Descarte os alimentos separadamente (lixo orgânico) de outros resíduos como papel, plástico, vidro, metal e outros.

Cinco dicas para combater o desperdício de alimentos

Por daniela meira às 17h47 de 14/07/2010

1 – Planeje as compras verificando o que já tem em casa. Opte pelo essencial.

2 – Siga a lista que preparou no supermercado. Procure fazer as compras após as refeições.

3 – Compre verduras, legumes e frutas semanalmente. Não se importe com pequenas imperfeições destes alimentos. Adquira na quantidade de consumo da sua família. Coma primeiro as frutas mais maduras. Prepare salada de frutas, vitaminas, aproveitando os alimentos disponíveis com criatividade.
4 – No preparo, procure aproveitar integralmente os alimentos, sempre que possível. Cascas de abacaxi viram suco, talos de verduras enriquecem tortas, sopas, arroz, risotos, etc.

5 – Quando a comida estiver pronta e na temperatura ambiente, congele o excedente em porções individuais para consumo (uma concha de arroz, feijão, outros grãos cozidos, etc). Se sobrar, diminua a porção até acertar o tamanho ideal. Congele somente comida fresca. Descongele de um dia para o outro na geladeira ou retire do congelador algumas horas antes de consumir. Nunca recongele.

  • Categorias