Para contagiar!

Por daniela meira às 13h03 de 04/05/2011

A rede de restaurantes Spoleto iniciou no mês passado um projeto bem interessante chamado Projeto Spoleto 21. A iniciativa faz parte de um modelo de negócio sustentável que tem como objetivo tornar os processos internos do restaurante mais eficientes, reduzir os custos e aumentar o salário dos funcionários. A ideia utiliza um novo sistema para a lavagem de utensílios, exclui o consumo de gás, inserindo o fogão elétrico com tecnologia de indução, reduz o número de empregados e aumenta os salários com a participação nos resultados. O projeto elimina ainda o uso de produtos de limpeza nocivos ao meio ambiente e trata o lixo. A ação tem como foco três pilares, social, econômico e ecológico, e já foi implantada em 25 lojas. O modelo representa uma redução de 25% de energia e entre 30% e 40% de água.

Bacana, não é?

Idéias simples e que fazem a diferença

Por daniela meira às 14h59 de 03/05/2011

Em pleno bairro de Ipanema (Rio de Janeiro) dois restaurantes resolveram investir em ações sustentáveis e que estão dando certo e rendendo frutos.

No ViaSete, o cardápio e o jogo americano são feitos de papel reciclado, as mesas e cadeiras são de madeira certificada e todo o lixo é separado para reciclagem, inclusive o óleo usado na cozinha. Os moradores do bairro foram contagiados e estão começando a levar garrafas PET, cheias de óleo de cozinha usado em casa, para ser reciclado.

Agora, o restaurante está sugerindo aos clientes que façam a doação de R$ 1 na conta para a ONG WWF-Brasil.

E os donos do Salitre, criaram uma versão do cardápio em braile e esquentam a água com energia solar, o que não é muito difícil de fazer já que no Rio, 360 dias por ano faz sol acima dos 30ºC!

Outros restaurantes da cidade devem copiar algumas dessas iniciativas (ou todas) já que o mundo está mudando e a gastronomia já parou para repensar seu modo de conviver neste planeta!

  • Categorias