James Martin, reconhecido como uma autoridade da computação, começa o livro O Propósito do Século XXI apresentando o século XXI como um século de extremos, em que podemos tanto voltar para uma era das trevas como avançar para uma sociedade mais igualitária.

O consumo desenfreado aliado à ausência de uma política capaz de gerir corretamente o emprego de recursos sustentáveis poderá frear o desenvolvimento de diversos países, principalmente os em ascensão, como o Brasil.

Segundo o autor, a humanidade chegou nessa situação por ainda não ter a completa compreensão das consequências que a degradação do meio ambiente teria para a vida no planeta.

O autor define então os grandes problemas do século XXI, falando que a solução para eles não pode ser achada ou praticada por um único país, mas sim em conjunto:

1. Aquecimento Global
2. Excessivo Crescimento Populacional
3. Escassez de Água
4. Destruição da Vida nos Oceanos
5. Fome Coletiva em Países Mal Organizados
6. Expansão dos Desertos
7. Pandemias
8. Pobreza Extrema
9. Crescimento de Favelas
10. Migrações Globais Incontroláveis
11. Agentes não Estatais com Armas Extremas
12. Violento Extremismo Religioso
13. Inteligência Virtual Descontrolada
14. Guerra que Pode Acabar com a Civilização
15. Riscos para a Existência do Homo Sapiens
16. Uma Nova Idade das Trevas

Assim, a solução seria uma mudança drástica na condução política, social e na administração dos recursos naturais e sustentáveis do planeta. Mas, para a sustentabilidade alcançar resultados, deve-se ter também uma alteração na maneira com que as políticas públicas são feitas. Outra solução apontada pelo autor é a conscientização de jovens, para que sejam capazes de faze a transição necessária da sociedade.

O livro foi publicado pela Editora Cultrix.