Dei uma sumida…mas sabe que não tiro a vaca da cabeça!?!

Eu gosto de dinheiro para poder fazer coisas que gosto. Você não gosta?

Sei que vou me repetir, mas lá vai…pensa comigo:

1.Dinheiro é energia, por si só não é bom nem ruim

2. Se é energia, precisa se movimentar para ser saudável. Muito dinheiro parado sem função é energia parada. Energia parada…você sabe…dá doença;

OBS.: Sim, eu sei…já escrevi isso no outro post. Quem ainda não leu, vai lá.

Epa! Esse papo todo é para justificar o consumismo? Comprar, comprar, comprar…ter,ter,ter… (?!?)

Pois é… contradição total. Gosto de experimentar as coisas. Então, resolvi fazer um exercício. Fiz uma lista do que eu preciso para me sentir realizado. (experimenta fazer isso: do que você realmente precisa pra ser feliz?)

Sabe o que eu descobri? Que minha lista tá quase vazia…

É sim… sabe aquele velho papo “ tem coisas que nem cartão de crédito paga…” Pois é, um abraço de amigo, um cafuné da avó, um beijo do amado, o sorriso do filho valem mais do que qualquer grana…

Ta legal, você já sabia disso né, benhe? Mas agora senta que eu vou contar outra coisa que descobri. Sabe que boa parte das coisas que eu pensava que só conseguiria com dinheiro, abrindo a cabeça, vi que tem muitos outros jeitos de conseguir sem dinheiro? To chocada! Você também?

Pois é…fiquei ligada nisso e veja só…

E lá vou eu falar do Educação Gaia de novo. Mas é que eles estão fazendo uma coisa bem maneira, pelo menos no Paraná. Você acredita que eles (o pessoal do Instituto Nhandecy) abriram a planilha de custos do curso para os candidatos a participante e colocaram todo mundo para trabalhar para que o Gaia aconteça? Isso é, como diz um amigo meu: “Evolution!!!” E mais ainda, deram opções para as pessoas pagarem parte em dinheiro e parte com troca. Imagina, euzinha por exemplo, sei danças árabes sagradas. Posso dar workshops com a ajuda de produção do Instituto Nhandecy e o que eu ganho com isso, pago para eles e vou abatendo das minhas mensalidades do curso. Veja como eles pensam:

“Entendemos que esta proposta de troca também é boa para todos, pois:

1. conseguimos viabilizar sua participar no Gaia com seus talentos e apreciamos muito isso;

2. iniciamos uma parceria de trabalho que pode continuar no futuro;

3. você amplia sua rede de contatos profissional;

4. ofereceremos mais oportunidades de formação às pessoas dentro da proposta do Instituto Nhandecy.”

Isso é mesmo evolução! Legal saber que tem gente experimentando jeitos diferentes de SER FELIZ.

Já vou indo! Mas não se desliga não que eu volto, com outras novidades.

 

Beijos! Fui!

 

Gaia na Gandaia: personagem criada para trazer dicas práticas e reflexões acerca de assuntos relacionados à transformação para uma vida mais sustentável. Gaia é sempre inquieta e questionadora, está em constante transformação. Em um certo sentido, Gaia já tem sabedoria que busca, mas é no caminho como buscadora que se fortalece nessa sabedoria: o que está dentro está fora e o que está fora está dentro.

Programa Educação Gaia – Design para sustentabilidade: é um curso criado a partir da experiência em ecovilas rurais e atualmente adaptado também para a realidade urbana. Busca educar para a transição para uma cultura sustentável, de alcance global e aplicação local. É uma combinação de reflexões teóricas com atividades práticas, empoderamento dos indivíduos, organizações e comunidades com o conhecimento necessário para o redesenho sustentável de suas realidades. Saiba mais sobre o Programa Educação Gaia Paraná 2012 e veja como participar através do site http://www.institutonhandecy.wordpress.com ou envie email para institutonhandecy@gmail.com